O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

LIVROS IMPORTANTES PARA CUIDADORES


1. "VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO" DE: CERES ELOAH DE LUCENA FERRETTI – ABRAZ – EDITORA.

O melhor é partilhar responsabilidades
É muito importante que o Cuidador, quando for um familiar do paciente, envolva os demais membros da família de modo a partilhar as responsabilidades para com o paciente. Discutir as possíveis alternativas, estar aberto a receber informação e respeitar opiniões diversas. Para não sentir-se sobrecarregado e não ajudar o paciente da maneira mais correta.


Se você for um Cuidador, eis algumas sugestões, fornecidas por Ceres Eloah de Lucena Ferretti, no livro "Você não está sozinho", editado pela Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz):

• Em primeiro lugar, não se sinta frustrado se as primeiras pessoas que você procurar não puder ajudá-lo. Pergunte se eles podem indicar alguém que possa;

• Liste a possibilidade de ajuda oferecida por todos os membros da família, incluindo aqueles que vivem longe;

• Os filhos que vivem longe podem, por exemplo, enviar alguma ajuda financeira para auxiliá-lo com as despesas médicas e com os medicamentos;

• Aqueles com poucos recursos financeiros, talvez possam ajudar com um pouco do seu tempo, dividindo tarefas;

• Lembre-se que cada família é única e cada uma deve trabalhar com suas próprias estratégias para ajudar uns aos outros;

• Tente não se isolar. Se os conflitos familiares surgirem entre um ou outro membro da família, procure conversar e esclarecer as divergências, respeitando-se mutuamente;

• Não esqueça seus amigos, sua igreja, clube ou qualquer outra atividade de lazer. Você precisa de tempo para você. Não se culpe por isso: você perceberá que, se permitindo algumas horas de lazer, a qualidade dos cuidados prestados ao paciente poderá ficar melhor ao retornar.
Atenção às suas emoções
Cuidar de um paciente dependente não é tarefa fácil e desperta sentimentos, muitas vezes contraditórios, na pessoa que atende diretamente o doente.
Tomar consciência desses sentimentos, entendê-los e aprender a lidar com eles é uma necessidade que pode ser desenvolvida.

Pesquisa e comentários de: Regina Valeria

2. Livro para o Cuidador – OUTRO LIVRO EXCELENTE PARA QUEM TEM PACIENTES EM CASA. LEIA!

 

Livro da UNICAMP

Livro orienta responsáveis pelo tratamento de parente vitimado por doença crônica Maria Alice da Cruz.

São muitas as surpresas para um leigo que, de repente, por causa de um acidente de qualquer origem, vê-se responsável pela cura ou pelo tratamento de um parente vítima de uma doença crônica. Um misto de sentimentos surpreende o acompanhante que até então se sentia capaz de doar a vida pelo próximo.

 

São muitas as inquietações mencionadas pelo médico Jamiro da Silva Wanderley, do Hospital das Clínicas da Unicamp (HC), um dos autores do livro Orientações para Cuidadores informais na assistência domiciliar, lançado na 17ª Bienal do Livro de São Paulo, em 1º de maio, pela Editora da Unicamp.

A publicação resulta de uma série de cursos promovidos por uma equipe multidisciplinar da Faculdade de Ciências Médicas (FCM), a fim de nortear o dia-a-dia de familiares, Cuidadores, acompanhantes de casa, profissionais de saúde e entidades filantrópicas. Segundo Wanderley, a expectativa é de que a publicação atinja um público mais abrangente que o já conquistado nos cursos.

 

A primeira preocupação experimentada pelo novo Cuidador, segundo Wanderley, está ligada a subestima por sentir-se incapaz de cumprir seu papel. De um modo geral, a pessoa que passa, de repente, da condição de parente à condição de Cuidador nem sempre está preparada para enfrentar tal situação.

 

Todas essas condições impostas pela natureza levaram os organizadores Jamiro da Silva Wanderley, Ernesta Lopes Ferreira Dias e Roberto Teixeira Mendes reunir textos de profissionais com vasta experiência para a publicação.

 

O livro pode ser um companheiro a acompanhantes domiciliares que pretendem saber mais sobre a doença de seu enfermo. Os textos oferecem desde informações legislativas e organizativas até lições de prevenção primária - que evitam doenças - e secundária - que envolvem cuidados especiais para impedir o agravamento do estado de saúde do doente.

 

As informações são prestadas ao leitor por meio de uma linguagem simples, de fácil acesso. Na maioria dos textos, os procedimentos são expostos passo a passo, como se fosse um manual de cuidados especiais.

 

Além de Wanderley, participam da edição as assistentes sociais Mariângela Ceschini, Patrícia Brant Mourão Teixeira Mendes e Ernesta Lopes Ferreira Dias; o psiquiatra Neury José Botega; o médico fisiatra Jairo Sérgio Szrajer, a mestre em fisioterapia Maria Ângela Gonçalves de Oliveira Ribeiro e o pediatra Roberto Teixeira Mendes.

 

• Orientações para Cuidadores informais na assistência domiciliar.


142 páginas
Editora da Unicamp
Telefones: 3788-7783/3788-7786

 

 

PESQUISA: Regina Valeria

 

A APC INDICA A LEITURA DESTES DOIS LIVROS E QUE CUIDADORES E RESPONSÁVEIS BUSQUEM CONSTANTEMENTE O CONHECIMENTO. Muitas novidades e aconselhamentos ajudam nas tarefas e abrem os horizontes de famílias com pacientes em recuperação ou paciente dependentes.

Voltar