O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Direitos do Cuidador e da Pessoa Cuidada.

Órgãos do Governo que atendem Cuidadores e Pessoa Cuidadas - e devem ser procurados em casos de vulnerabilidade da Pessoa Humana - Cidadania.

PESQUISA REALIZADA PARA CONHECER OS SERVIÇOS

PRESTADOS PELO GOVERNO NA ÁREA DE CIDADANIA,

E VULNERABILIDADE DO CIDADÃO.

Serviços disponíveis e direitos do

Cuidador e da pessoa Cuidada.

SUAS

As atenções da política de assistência social realizam-se por meio de serviços,

benefícios, programas e projetos organizados em um sistema descentralizado e

participativo (SUAS), destinados a indivíduos e suas famílias, que se encontram

em situação de vulnerabilidade ou risco pessoal e/ou social.

BPC

A proteção social básica prestada pela assistência social visa à prevenção de situações de risco e inclusão social por meio do desenvolvimento de potencialidades e de habilidades e o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários, por intermédio de ações de convivência e atividades socioeducativas e acesso à renda (Benefício de Prestação Continuada (BPC).

CRAS

Benefícios Eventuais - Esses serviços e benefícios são ofertados e/ou articulados no equipamento de política social básica de assistência social “ Centros de Referência de Assistência Social (CRAS).

CREAS

Os indivíduos e famílias que se encontram em situação de risco pessoal e social, por

ocorrência de abandono, maus tratos físicos, e/ou psíquicos, abuso sexual, cumprimento

de medidas socioeducativas, pessoas em situação de rua, de trabalho infantil, entre

outras, são atendidas pela política de assistência social, por meio de serviços de proteção social especial ofertados e/ou articulados pelos Centros de Referência Especializados de Assistência Social “ CREAS, e buscam ampliar sua capacidade de enfretamento dessas questões com autonomia, a eliminação/redução de infrações aos direitos humanos e sociais, e a reconstrução de vínculos afetivos, permitindo a conquista de maior autonomia individual e social.

pesquisa feita por Regina Valéria

 

 

Voltar