O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

CUIDADOS ESPECIAIS COM PACIENTES ACAMADOS

CUIDADOR ESTÁ NA SUAS MÃOS A RESPONSABILIDADE DE
CUIDAR, ZELAR, PREVENIR, EVITAR QUE ALGO DE RUIM ACONTEÇA A SEU PACIENTE.



Pacientes acamados por muito tempo, ou que tenham doenças como Mal de ALzheimer, perdem a elasticidade da pele. Que fica fina, sem apoio muscular e podem até "rasgar"; fazendo aberturas que causam dor.As chamadas ESCARRAS ou Ulceras de Pressão. O mais importante é a prevenção. Mas quando já se instalou o problema, a cura só virá com muita dedicação e cuidados. Ao dar banho enxugue muito bem todo o corpo e principalmente dobras como os joelhos, cotovelos, entre os dedos dos pés e das mãos, que são os principais locais de formação de escaras e de acúmulo de fungos.


As toalhas precisam ser macias e não podemos enxugar com força, e sim levemente. Os Cuidadores precisam estar atentos e serem generosos. Evite lavar a cabeça todos os dias, pois o couro cabeludo perde a proteção natural, formando feridas. No maximo um dia sim outro não em tempos de muito calor, mas bastam 2 dias por semana e secar devidamente, sem arranhar o couro cabeludo.


O banho é um momento delicado e serve para examinar todo o corpo do paciente. Como várias vezes já citamos aqui no blog. A pele estará sensível e delicada com o passar do tempo. Pode-se exagerar no óleo de girassol para "untar o corpo", e toda vez que dar banho repetir, pois a água e o sabonete removem a proteção. O banho é importante, pois a higiene íntima mantém a saúde do paciente, e a higiene corporal ajuda eliminar resíduos tóxicos, e massagear.  Cuidem para que o paciente não tome friagem, principalmente no calor. Pois esquecemos que o paciente acamado está fragilizado e sente mais frio que nós. Cuidador pense no paciente: como ele estaria sentindo, como ele reagiria, etc.


A limpeza das partes íntimas pode ser feita com lencinhos umedecidos, ou fraldinhas de bebê.  Todo cuidado é pouco e todo paciente tem suas particularidades, aprenda a respeitá-las e estará cuidando adequadamente. Se não for possível dar banho sozinho marque horário para receber ajuda e partilhe este momento com alguém da família ou com outro Cuidador. Não arrisque quedas e tombos que podem ter sequelas difíceis quando não irreversíveis.


Dividir, pedir colaboração e ajuda, melhora o atendimento e dá mais qualidade de vida ao paciente.


O paciente é nosso foco principal e precisamos acompanhar as mais variadas informações e buscar sempre por novidades que nos ensinem a aprimorar na nossa profissão.


TEXTO ESCRITO POR: Regina Valéria

 

 

Voltar