O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

MEDICAMENTOS

1. INTERAÇÃO MEDICAMENTOSA

Este nome é dado às complicações devidas aos excessos e mistura indevida de medicamentos em qualquer pessoa. Os remédios precisam ser cuidadosamente administrados, pois é droga e têm efeito colateral. Não podem ser usados sem uma finalidade específica e podem interagir com outros causando um grande mal a quem está usando. A medicação pode ajudar e pode atrapalhar e muito um enfermo, por esta razão não pratique a automedicação. Cada remédio tem sua atuação e seus possíveis efeitos colaterais, que quando usados junto com outros podem causar sérios riscos á saúde.

Só use medicação quando indicado por um médico competente e que saiba sobre as enfermidades, só use na quantidade indicada e da forma correta.  Conserve adequadamente os medicamentos, pois eles têm data de validade.
Os remédios não devem ser usados com chás e outros tipos de ervas sem que se saibam exatamente seus efeitos quando usados juntos. Os chás também têm ação terapêutica e podem interferir nas medicações.

Cuidador você é responsável pelo seu paciente, avalie que medicamentos e quais as necessidades de seu uso. Pergunte ao médico, questione as indicações. Ajude a prevenir a interação medicamentosa.
A interação medicamentosa pode causar até morte.    Pode causar choques e pode ter consequências irreversíveis dependendo do grau de enfermidade e de que forma atue no organismo.
O médico que acompanha o paciente deve saber sempre todo o tipo de medicações que ele está tomando, mas também é obrigação do médico perguntar aos Cuidadores sobre as drogas que o paciente usa.

Todo o cuidado é pouco, medicação é droga.
Não se automedique. Não use remédios indicados para outros pacientes, cada caso é único.
Cuide-se e Cuide de seu paciente.

2. USOS.
Medicação deve ser usada para curar.
Medicação não deve ser usada sem orientação precisa.
Medicação deve ser aquela que traga a maior gama de resultados positivos.
Medicação deve ser uma indicação do médico.
Todo cuidado é pouco, medicação é droga.

3. EFEITOS COLATERAIS
Avalie os efeitos colaterais das drogas que está usando.

Efeito Colateral são reações adversas, reações indesejáveis que ocorrem quando uma medicação é ministrada para uma pessoa.
Os efeitos colaterais devem ser avaliados cuidadosamente para não prejudicarem as pessoas, e trazerem consequências graves no tratamento das enfermidades.

Não podemos nos orientar pelas bulas dos medicamentos. Só um médico com o conhecimento da indicação precisa e das necessidades do paciente pode indicar um medicamento. Os efeitos de uma droga podem trazer danos irreparáveis para os pacientes.

4. APRENDA AS DIFERENÇAS.
Diagnóstico é o nome dado para explicar a doença ou doenças, ou síndromes que têm o paciente.
Prognóstico é o nome para explicar se existem tratamentos e sua eficiência em  cada caso.
Diagnóstico Diferencial- quando várias doenças com sintomas parecidos precisam ser avaliadas para dar o diagnóstico preciso do paciente.
Síndromes-várias doenças que compõem um diagnóstico.    


Escrita por: Regina Valeria


Voltar Topo